Eis um pequeno artigo de “autoajuda” que comenta uma técnica muito simples para tentar conseguir isso. Eu uso direto no meu dia a dia.

 

Existem algumas teorias da psicologia que explicam os motivos de uma tarefa nos motivar. Outras teorias semelhantes explicam o que as pessoas buscam encontrar em um jogo. Mas este artigo é sobre qualquer tarefa da vida real, não somente realizar conquistas épicas virtuais. Se eu fosse apresentar todas estas teorias aqui tomaria muito tempo. Vou falar só de um elemento que todo ser humano adora, que nos incentiva a conquistar mais: progresso.

Sim, todos nós amamos perceber que demos um passo em direção a um objetivo maior.

Exemplo bizarro: sabe quando instala um software e você fica vendo deslumbrado aquela barra de progresso ir crescendo até chegar em 100%? (desde que não demore uma eternidade…) É isso.

porcentagem

Queremos chegar no final de algo, queremos colecionar as figurinhas da copa para encher o álbum, queremos sentir que estamos cada vez mais próximo do objetivo final. O problema é que se o objetivo é muito grande, a sensação de progresso pode ser tão pequena, é tudo tão demorado, que não estimula. Se você só sentir satisfação quando finalizar um curso universitário, que pode levar 3, 4, 5 anos….. aja força de vontade para seguir em frente. É mais fácil colocar na cabeça: eu quero finalizar estas disciplinas que estou matriculado neste semestre, o resto me preocupo depois. E durante a cadeira você ainda foca em coisas menores, como cada trabalho, prova, tarefa, vai conquistando um a um, cada etapa vencida estimula seguir para próxima e assim vai. Em vez de um objetivo gigantesco e demorado, foca em objetivos menores. É isso, esse é o segredo, que talvez você já faça intuitivamente ou não, mas agora quero deixar claro: DIVIDA PARA CONQUISTAR! (também conhecido como ciclo de progresso em game design, quebrar um objetivo grande em menores, estimula muito)

Picture1

Ou seja, tem algo muito complexo e demorado para fazer, quebra em objetivos menores; estes ainda estão meio demorados, quebra em menores… ainda está longo, quebra em menor ainda… vai quebrando até ter algo simples que possa fazer AGORA. Ou seja, transforme uma tarefa monumental, épica, pesada, em somente um monte de tarefas curtas e muito mais fáceis. É como um puzzle (jogou Portal?), primeiro tem que ver qual é o objetivo (a saída), depois como chegar lá, que geralmente é dividido em várias etapas; ao descobrir a ordem das etapas, como realizar cada, pronto, resolveu algo que parecia impossível.

Transforme um objetivo de longo prazo, que é cansativo demais, em vários objetivos de curto prazo, talvez alguns de médio prazo… cada conquista estimula a próxima, pois o seu cérebro ama sentir este progresso.

fatiar-camadas

Quando quebrar o problema em algo tão simples e fácil de fazer, aproveite e realize o segundo passo fundamental para evoluir na solução do problema: QUEBRA A INÉRCIA! Faça já!

Sempre é necessário mais energia para iniciar o processo, depois é muito fácil seguir em frente, continuar em movimento. Por isso se acostume a constantemente quebrar a inércia. Se a tarefa é meio complicada e ainda não deu vontade de sair fazendo, quebra em tarefa menor ainda!

Deu aquela inspiração de escrever um artigo para o blog, não pensa muito se vai envolver pesquisa, se não tem tempo agora, vai ser muito complicado… simplesmente abre o Word e sai escrevendo! Faz um mega rascunho grosseiro, só o esqueleto do que pensa em falar, mesmo que seja 1 parágrafo torto e pronto, quebrou a inércia! Outra regra da psicologia interessante é que seu cérebro prioriza atividades que já foram começadas, então você tem 2 vantagens, já deu o início do processo e já aumentou a probabilidade de continuar aquilo no futuro.

louca-suja-jpg

Você tem uma pilha de louça pra lavar? Tá sem vontade, tem mais o que fazer, então quem sabe lava 5 pratos!? Ou use o tempo: lava 10mins de louça só… Isso não vai te atrapalhar muito, e traz grandes vantagens, diminuiu o problema em etapas menores, começou a fazer AGORA, e de acordo com a regra da inércia, enquanto está fazendo a chance de continuar é muito maior, talvez a satisfação de ver o progresso (louças saindo da pia) estimule tanto que faça os 10mins virarem 15 ou 20 e acabar tudo de uma vez.

Mas cuide pra não evitar as prioridades. Primeiro organize mentalmente o que tem mais prioridade, depois saia dividindo os problemas em tarefas menores. Se tenho que fazer X ou Y pra hoje, não posso dar ouvidos pra minha inspiração de escrever um artigo para o blog. (Mas quem sabe se realmente só escrever 1 parágrafo em 5mins, ainda não seja um problema….) Analise bem a situação, pois manter a prioridade em primeiro lugar sempre dá mais qualidade de vida!

(Obs: cuidado que a inércia pode agir contra a produtividade, se entrar no facebook pra dar uma “olhadinha” ou ficar clicando nos vídeos recomendados no youtube, etc… a inércia pode fazer você ficar preso ali por muito tempo… Afinal estar em momento estimula continuar em movimento… Todo mundo já passou por isso e a sensação depois de ter jogado tempo fora é terrível… Então cuidado!)

fatiador1

Por exemplo: das ferramentas que já programei, a mais útil, baixada e usada foi o fatiador de sprite sheets, que meus alunos costumam usar para pegar frames de jogos populares e aproveitar nos seus projetos pessoais (não comerciais claro), exercícios, etc. (Veja aqui se não conhece)

Isto surgiu de uma demanda quando eu notei a dificuldade deles abrirem gigantes folhas de Sprite em algum editor 2D tradicional, selecionar, recortar e salvar cada quadro na mão, não ficava nada alinhado depois na animação, era demorado, um horror…

Não pensei em “PUXA, VOU CRIAR UMA SOLUÇÃO!!!”… Eu só, sem avisar para ninguém (já que não tinha a mínima ideia se havia alguma solução), dividi o processo em várias etapas na minha cabeça. Primeiro pesquisei ferramentas gratuitas que poderiam fazer isso. Encontrei algumas mas todas tinham problemas, formas de usar que não eram ideais. Achei um alinhador de frames interessante mas que não recortava, enfim, surgiram ideias do que precisava ser feito para criar uma ferramenta que resolvesse todos os problemas.

Então experimentei com algo que já sabia usar, o próprio GameMaker (utilizado pelos alunos nestes projetos). Fazer um aplicativo com ele parecia muito absurdo, já que é uma engine de jogos, mas sabia que tinha funções para escrita e leitura de arquivos, valia a pena dar uma olhada. Minha primeiro micro tarefa, que pude fazer na hora, foi pesquisar formas de ler uma imagem, ler a cor de um pixel, salvar uma imagem de uma área específica da tela. Achei isso tudo e fiz um teste rápido! Sim, até agora tudo bem, vamos em frente! Primeira felicidade da conquista me estimulou para a próxima… e assim foi. Quem programa sabe quantas micro etapas precisam ser vencidas, quantos bugs irritantes e desgraçados surgem para nos infernizar. Todo dia é uma pequena vitória, derrota ou ambos. E conseguir vencer os grandes bugs dá um puro êxtase… Ainda mais aqueles que nos travam por dias, semanas ou até um mês.

bug

Resumindo, passo a passo consegui criar uma ferramenta que funcionava. O pessoal começou a usar, só que era muito lento. Depois de um bom tempo descobri como acelerar muito o processo (programando com surfaces), adicionei novos métodos de detecção de frames mais fáceis de usar e muuuuito tempo depois (anos) acabei integrando as ferramentas em uma só (sugestão de usuário). Foram uma enorme sequência de pequenas tarefas, uma montanha russa de vitórias, derrotas, até finalmente chegar na vitória final de tudo funcionar como eu queria. Se não fosse esse passo a passo (com muita paciência), seria impossível me manter motivado.

 

Sabe o Elon Musk? Entre tantas coisas que ele faz, um dos seus objetivos é levar a humanidade para Marte. Será que vai conseguir? Aposto que ele não coloca isso na cabeça ou explodiria de ansiedade. O que ele fez: determinar os passos que devem ser realizados e ir tratando um por um. Quem leu um pouco da história dele sabe que depois de ficar milionário com a venda do Paypal, resolveu investir tudo em uma empresa de carros elétricos e outra de foguetes espaciais (WTF?), coisa de doido. E ai como conseguir um foguete? Falou com muitas pessoas até que conseguiu os contatos de uns russos, meio mafiosos, iria comprar um foguete usado. Depois de serem enganados pelos russos que sempre aumentavam os preços, ele pensou: “ah dane-se, vou fazer um eu mesmo…” Saiu na busca e encontrou um engenheiro aposentado que tinha criado um protótipo de motor de foguete na garagem… Contratou o cara e tudo começou a evoluir (a história é por ai, bem resumida).

elon

Outra coisa necessária para a viagem a Marte ser comercialmente viável (ou qualquer outra operação espacial) era reutilizar os foguetes (propulsores) que até então sempre eram descartados. Com isso o objetivo total da empresa se tornou conseguir fazer com que estes propulsores pousassem de volta na Terra depois de serem liberados do foguete principal no espaço (ou quase entrando no espaço). Falhou algumas vezes (explodiu no pouso!), a empresa quase faliu, Musk arriscou tudo na sua última tentativa e deu certo! Com isso já entrou para a história. Mesmo que nunca leve a humanidade até Marte, só ao realizar algumas etapas neste processo, já fez algo que ninguém fez antes.

rocket_land

Acho que isso é importante ter na cabeça também. Se a tarefa é muito épica, conquiste algumas etapas, o que for possível, e já terá feito o seu progresso, vai se sentir bem. Se não dá para fazer o resto, compartilhe seu trabalho, deixe outras pessoas continuarem, e o resultado a longo prazo pode ser incrível. Vejam Linux, Wikipedia, tantos outros exemplos de trabalhos épicos comunitários que começaram da vontade de alguém, e depois com ajuda de todos, mudaram o mundo.

 

Resumindo, as minhas dicas para se manter motivado e realizar qualquer tarefa lendária são:

  • Coloque na sua cabeça a ordem correta das coisas, prioridades vêm primeiro!
  • Vá quebrando a tarefa em tarefas menores, um problema épico deixa de ser épico quando é só um monte de problemas simples!
  • Não está simples ainda, quebre mais! Até chegar ao ponto de querer realizar esta micro tarefa AGORA MESMO!
  • Rompa a inércia inicial, comece, sinta o progresso! Siga em frente.
  • Se outras prioridades surgirem, dê uma pausa, resolva as urgências, volte depois (eu costumo deixar projetos em espera por semanas ou meses, quando preciso focar em outras coisas, mas lembro de voltar a eles porque JÁ TINHA COMEÇADO, EVOLUÍDO UM POUCO!)
  • Vá passo a passo e quando for ver, conquistou muito! Se precisa de ajuda, compartilhe!

 

Pense: se você fez só 1 aula de francês, já sabe muito mais do que uma pessoa que não tem a mínima noção de francês… 🙂 O pouco pode parecer insignificante, mas ao realizar ele, terá feito o primeiro passo (que pode ser muito difícil pela inércia!); terá começado um processo, terá alguma satisfação de ter saído do zero, são muitos benefícios por algo tão simples. Se acostume sempre a evoluir, mesmo que seja 0,5% e tudo irá fluir naturalmente.

Divida para conquistar! Quebre a inércia já! E assim conquiste, realize, o que bem entender, sempre motivado e curtindo as dopaminas que seu cérebro irá gerar no processo.

Avante!cortador-abobrinha-1

Anúncios