Se eu fosse falar de todos os detalhes da viagem para GDC em um único post, seria um trabalho gigantesco escrever tudo, além de ficar cansativo para ler. Então vou fazer vários pequenos posts, focando algum aspecto diferente em cada um. Para começar: GameStop, o paraíso gamer na Terra.

GS8

São Francisco é uma cidade estranha em alguns aspectos. Quando se vai lá pela primeira vez, para participar da maior conferência na área de jogos, a expectativa que se tem é encontrar uma cidade super tecnológica, afinal o vale do silício é por aquelas bandas. Mas onde ficamos, no hotel do centro, com exceção dos grandes prédios da área comercial (onde está o consulado brasileiro), fica uma impressão estranha no ar, pois parece ser uma cidade mais do interior do que mega metrópole. Por exemplo, era difícil achar algum restaurante aberto depois das 22h.

É uma cidade simpática, mas a sensação de “interior” foi uma surpresa. Porém foi ao conhecer a GameStop que lembrei onde estava: no primeiro mundo!

GS7

Ter o prazer de encontrar prateleiras cheias de jogos, com os últimos lançamentos, tudo pelo preço correto, sem ter que pagar 3X o que o jogo vale! Imagina um jogo de U$60,00 ser cobrado U$60,00 e não R$300,00! Não é incrível!!!?🙂

(ok, tem mais o imposto da Califórnia que é 10%…)

 

O incrível é que nós brasileiros temos que engolir o absurdo que é cobrado pelos videogames por aqui e achar que tudo é barato lá fora. Na verdade lá é o preço real, nós aqui é que estamos sendo esfaqueados por causa dos impostos ridículos e defasados. Quem sabe se a campanha por impostos justos der certo, um dia isso modifique….

 

Enfim, encontrar todos os lançamentos a preços justos é algo irresistível. Além do cartão de crédito passar em segundos e nem pedir senha… (mas depois tem que lidar com a fatura!) Acessórios como PSEye, Headset bluetooth e tudo mais que se possa imaginar a preços camaradas. Ainda há a seção de usados, apesar dos preços não serem tão fantásticos quanto poderiam ser, é uma alternativa para quem quer trocar um jogo já “virado” por outro novo. Eles pagam mais ou menos a metade do valor de mercado, é pouco mas melhor que nada. E para quem vai comprar o jogo usado é uns 15% a menos, por ai, depende da idade do jogo.

GS1

Além disso o preço de tabela de alguns títulos não tão velhos são bem mais em conta, como Brutal Legend e Resident Evil 5. Você resistiria a um Brutal Legend novo por U$18,00? Eu não resisti! Mesmo não sendo uma obra prima, olha o preço!

 

O nosso grupo da Unisinos composto por 8 pessoas encomendou 12 cópias de God of War 3! O lançamento foi dia 16/03, enquanto estávamos por lá. Encomendamos com bastante antecedência para garantir. Mas a versão especial com a caixa de pandora estava esgotada a muito tempo…  A loja abriu a meia-noite para quem queria comprar no primeiro minuto disponível (e enfrentar a fila). Final Fantasy XIII também lançou uns dias antes.

GS9

GS2

E para surpresa de todos, não havia mais nenhum PS3 disponível para venda. Tudo esgotado na cidade inteira, até ouvimos falar que em todo estado da Califórnia estava em falta. Pelo jeito o público da GDC ajudou a acabar com o estoque.

 

Para cada GOW3 levamos gratuitamente um pôster e cordas para pendurar crachá, com logo do GOW. O pessoal até pediu se podia levar também uns mega-pôsters de papelão recortado que tinha na loja, mas ai já era demais.🙂

GS4

GS5

Incrível é que sempre que entrávamos na loja (fizemos várias visitas durante todo o tempo da viagem), sempre tinha uma pequena fila de pessoas comprando. Parecia uma padaria que faz pão quente a cada minuto… Diferença brutal das nossas lojas de jogos em shoppings, sempre vazias ou com curiosos que dão uma olhada e vão embora (mas não podemos culpá-los, né? Com nossos preços “ajustados”, só dá para fazer isso mesmo).

 

E de vez em quando com direito a clientes cos-players: (como na imagem abaixo, pôster e personagem ao vivo)

GS6

Então este é o paraíso gamer na Terra: poder comprar um jogo no dia do lançamento, pelo preço justo (ainda levando de brinde um pôster) e poder vendê-lo para trocar por outro jogo no futuro.

É, nosso querido Brasil ainda tem muito o que aprender, espero que um dia a gente chegue lá. Esperança povo!

GS10