Esta regra fala do bom senso: depois que um contexto compreensível para o jogo estiver definido, suas regras também devem ser compreensíveis.

A medida que um jogador joga, ele descobre o que funciona ou não, como suas ações afetam o jogo. (quais as ações possíveis, etc…)

Você deve fazer que as regras sejam lógicas e claras o suficiente para os jogadores entendê-las e usá-las. (soluções racionais devem funcionar)

Você não quer que o jogador se esforce para entender como suas ações afetam o jogo – isso não é um desafio interessante.

Ex ruim de regras: tentativa e erro.

Ex: ruim 2: sistema de combate totalmente baseado na sorte.