Produzido por Taito

Ano: 1984

Este foi o primeiro arcade que joguei na vida. Eu era bem criança, não me lembro que idade…. Mas fiquei fascinado pelo jogo. Cheguei a ter um bom treino com ele, a ponto de durar bastante com uma ficha. 🙂

O jogo é simples devido a suas limitações técnicas, mas tinha um gameplay interessante. O jogador controlava um pequeno veiculo aquático que poderia soltar torpedos. O objetivo era resgatar alguns mergulhadores que estavam presos em capsulas espalhadas pelo cenário. A casa fase o número de capsulas aumentava.

Mas a diferença do jogo é que conforme o tempo passava, o combustível do veículo ia diminuindo. Se chegasse no fim ele era destruído e o jogador teria que ficar a nado, muito mais vulnerável.

A forma de aumentar o combustível era roubar os veículos inimigos, para isso o jogador deveria eliminar o adversário sem destruir o veículo dele (atirando na cabeça) e então acionar o segundo botão (o jogo só tinha 2 botões) para sair do seu veículo e ir nadando pegar o do inimigo. Isso deveria ser feito rapidamente enquanto ele estava a deriva.

 

Outra forma era dar uma batida na cabeça do adversário com o casco do seu veículo, mas era mais arriscado.

As capsulas só poderiam ser resgatadas com o veículo; então às vezes acontecia de faltar só uma para passar de fase, mas por alguma situação sua nave foi destruída e o jogador está nadando… E então perdeu sua chance. Nas fases avançadas demorava bastante para aparecer uma capsula, era importante resgatá-la o quanto antes, pois senão teria que esperar ela surgir novamente, complicando a situação.

Além disso o cenário oferecia desafios extras como chuva de pedras, erupções subterrâneas, estreitamento do caminho (a ponto de exigir desvios pixel a pixel)… Existiam certos bosses, naves gigantes com várias armas que eram difíceis de destruir. Enfim um jogo simples mas muito bom, ainda mais na época.

Com certeza este jogo me incentivou muito a perseguir uma carreira em computação gráfica e desenvolvimento de jogos, pois desde aquela época fiquei fascinado por essa mídia tão fantástica.

Quero ver se faço um remake dele um dia… está na posição 3 na minha lista de projetos pessoais. 🙂

Anúncios