Uma coisa irritante que virou mania nacional hoje em dia, (e até em livros sobre gamedesign nacionais) é o fato de sempre usar o termo “game” quando querem se referir a um jogo digital.

Isso é implicação minha, mas se estou falando em português é “jogo” mesmo, por que adotar a palavra game sempre?? Não tem sentido na minha cabeça… Nós brasileiros também fazemos e apreciamos jogos, então por que moldar a palavra “game” como referência a jogo digital ?

Pra mim sempre será “jogo”; claro podemos usar game como sinônimo em alguns momentos, mas eu me recurso a adotar isso como padrão. Considero um vício de linguagem chato, assim como: “ao nível de” ou o exótico “pior”. Como assim pior ? Pior o quê ? Não sei, ninguém acaba a maldita frase.

Ex: Pessoa 1 diz:

“Oh este jogo é uma porcaria, não deveria ter comprado.”

Pessoa 2 responde:

“Pior…”

Pior o quê ?? Completa a frase, $#*#& !!!🙂
Hoje em dia podemos chegar a situação ridícula de ligar para uma loja de informática e perguntar:

“Vocês vendem jogos ?”

E o atendente responder:

“Quer dizer games ?”

(como se ele estivesse ensinando o termo correto a ser dito…)

Eu posso ser chato, mas acho isso irritante… Quem quiser se unir a mim, troque o termo game por jogo e pronto, não passe adiante essa chatice.🙂

Alguém concorda??