11
fev
10

Utilidade pública: Você pode ser uma vítima do GBPlugin e nem imaginar isso

Quem é jogador de PC sabe que sua máquina deve estar sempre bem configurada, pronta para conseguir uma boa performance nos jogos. Então se algum elemento escondido estiver roubando processamento do seu hardware, você sairá prejudicado, além de ser uma grande sacanagem.

 

Pois então faça o teste agora mesmo: Entre no Task Manager (ctrl+alt+del), vá na aba processos e procure por GBplugin.exe. Se ele estiver rodando, continue lendo !

 

 

O que é isso?

É um plugin de segurança que precisa ser instalado para acessar home banking de alguns bancos como Caixa Federal, Banco do Brasil, usando o Internet Explorer.

 

Por que isso é um problema?

Porque esse plugin safado fica residente na sua máquina 100% do tempo! Mesmo sem o navegador aberto ele está lá, robando recursos e causando problemas. Ele inicia junto com o Windows, sem pedir permissão. Cada pessoa relata problemas diferentes, mas no meu caso tive uma grande lentidão no tempo de boot (quase 2 mins) e às vezes o Windows trancava na tela de welcome, tendo que resetar a máquina.

Outras pessoas já disseram que o processador fica com pico de uso toda hora, além de outros problemas. Ainda há os que não notam nenhum problema mais grave, mas de qualquer maneira sua memória estará sendo roubada por este invasor residente.

 

Eu percebi que o boot da minha máquina estava demorando demais, além das trancadas que ocorriam de vez em quando. Então achei uma chave estranha no registro, apontando para gbplugin.exe; pesquisei o vi que muita gente tinha problemas com isso.

 

Como remover?

Claro que não é só apagar o .exe na sua pasta, ele não permite fazer isso. E mesmo que consiga ele se recria a cada boot, o mesmo comportamento de um vírus. Se finalizar o processo do .exe, ele volta a ser executado instantes depois…

Existem várias receitas mágicas na internet, mas que não funcionaram comigo. O que deu certo foi o seguinte: (tente por sua conta e risco! Mas é tranquilo :))

 

  1. Crie um CD de boot com uma versão compacta do windows, usando o PE Bulider.  Este pequeno aplicativo lê seu CD de instalação do Windows e gera um CD de boot perfeito para situações como essa.
  2. Faça boot com este CD.
  3. Apague a seguinte pasta: C:\program files\gbplugin

  4. Dê uma olhada em C:\Windows\Download Program Files; apague todos os arquivos que comecem com gb

  5. Apague: C:\Windows\System32\Drivers\GbpKm.sys

  6. Crie um arquivo .reg com o conteúdo abaixo:

Windows Registry Editor Version 5.00

[HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Explorer\ShellExecuteHooks]
"{E37CB5F0-51F5-4395-A808-5FA49E399F83}"=-

[HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Shell Extensions\Approved]
"{E37CB5F0-51F5-4395-A808-5FA49E399F83}"=-

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Explorer\Browser Helper Objects\{C41A1C0E-EA6C-11D4-B1B8-444553540000}]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\GbpSv]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\Winlogon\Notify\ GbPluginBb]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\CLSID\{C41A1C0E-EA6C-11D4-B1B8-444553540000}]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\CLSID\{E37CB5F0-51F5-4395-A808-5FA49E399F83}]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\Gbieh.GbIehObj]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\Gbieh.GbIehObj.1]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\Gbieh.GbPluginObj]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\Gbieh.GbPluginObj.1]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\GbpDist.GbpDistObj]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\GbpDist.GbpDistObj.1]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\Interface\{C41A1C0D-EA6C-11D4-B1B8-444553540000}]

[-HKEY_CLASSES_ROOT\TypeLib\{C41A1C01-EA6C-11D4-B1B8-444553540000}]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\CLSID\{C41A1C0E-EA6C-11D4-B1B8-444553540000}]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\CLSID\{E37CB5F0-51F5-4395-A808-5FA49E399F83}]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\Gbieh.GbIehObj]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\Gbieh.GbIehObj.1]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\Gbieh.GbPluginObj]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\Gbieh.GbPluginObj.1]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\GbpDist.GbpDistObj]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\GbpDist.GbpDistObj.1]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\Interface\{C41A1C0D-EA6C-11D4-B1B8-444553540000}]

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Classes\TypeLib\{C41A1C01-EA6C-11D4-B1B8-444553540000}]

Execute este .reg para limpar o registro.

Dê uma olhada manual (com regedit) se sobrou algo em chaves como:

[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentontrolSet\Services\GbpSv]
[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentontrolSet1\Services\GbpSv]
[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentontrolSet2\Services\GbpSv]
[-HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentontrolSet3\Services\GbpSv]

ou semelhantes. Elimine tudo.

 

Passos finais de limpeza:

  1. Use o soft Autoruns (execute AutoRuns.exe) e apague todas as entradas do registro consideradas inválidas ou maléficas, especialmente na aba Services, onde se lê GbPlugin (tecle "Del" para excluir)

    Se não funcionar, deve ser problema de permissão nas chaves do registro. Clique com o botão direito nesse serviço, escolha "jump to…" (irá abrir o registro na chave em questão). Dê permissão a "todos" usuários (adicionar / todos / acesso completo). Então pode apagar essa chave do registro em particular.

  2. Utilize algum outro soft de limpeza de registro (como CCleaner ou MVRegClean) para dar uma última revisada geral.

 

Volte a dar boot normal no seu Windows e você deve estar livre desta praga! Verifique se o infeliz não está mais residente e fique aliviado.

No meu caso depois desta faxina o Windows nunca mais trancou na tela de welcome e o tempo de boot passou de quase 2mins para 40s ! Tempo de shutdown acelerou também.

 

E agora não posso mais usar o home banking destes bancos?

O problema todo começou quando tentei usar o Firefox para acessar o home banking e ele deu erro na hora da instalar o plugin de segurança; fui obrigado então a passar para o IE e instalar esta praga.

Mas se você conseguir instalar o plugin no Firefox manualmente (tem que ir no endereço informado na hora do erro de download, baixar e dar open manualmente) ele funciona sem problema. No Firefox este mesmo plugin só é acionado na hora que o browser está funcionando, não causando nenhum dano com o sistema operacional inteiro. Já no IE é esse show de horror completo.

Então use Firefox e tudo estará ok. Só tem o inconveniente de instalar o plugin no braço, mas depois disso tudo funciona bem. Se você tiver problemas em achar o plugin que funciona no Firefox, me avise que tenho ele e posso passar para quem precisar.

 

Depois de toda esta função avise todos que usam seu computador em casa para ninguém tentar acessar estes bancos usando IE ! Ou a novela pode começar de novo…

 

ATUALIZAÇÃO:

No final de 2013 a versão em Java do plugin deixou de funcionar. Era o que eu usava para acessar o Santander, por exemplo. Agora é obrigatório instalar o plugin tradicional, baixando o .exe dele. Porém ficará residente na máquina sempre. Mas parece que é uma nova versão do programa que não causa mais os problemas anteriores (na instalação pode pedir para NÃO instalar a extensão dele no Firefox e Chrome, mesmo assim funcionará o acesso ao banco com estes navegadores), pelo menos em SO 64bits.

Mesmo que não incomode muito, ele ficará residente, e se você não gosta de manter sempre ativo recursos inúteis (assim como eu), buscará outra solução.

 

Para removê-lo existem tutoriais mais atualizados como este em vídeo:

E este em texto: http://www.seututorial.com/2011/10/tutorial-como-remover-o-gbplugin-g.html

 

No meu caso usando Win8 64bits, segui as instruções do tutorial em vídeo para tirar o processo residente (é bem mais simples com SO 64bits). O resultado foi a máquina limpa e o navegador ainda diz que o plugin está instalado (??) e posso usar o banco normalmente. Estranho, mas é o que acabou funcionando para mim.

Outra possíbilidade é instalar o plugin somente em uma Máquina Virtual, mas é uma solução muito complexa para uma atividade tão simples quanto acessar o banco.

 

Experimente o que funciona melhor para você e boa sorte!

About these ads

17 Responses to “Utilidade pública: Você pode ser uma vítima do GBPlugin e nem imaginar isso”


  1. 1 joao bosco
    13 março, 2010 às 8:06 pm

    Olá,Mauricio. Obrigado pelas dicas aqui do seu blog, foi através dele que consegui fazer o meu computador funcionar novamente.
    Resumindo o caso: vi no meu Hd o arquivo c:\arquivos de programas\gbplugin e como não me lembrava de onde veio este arquivo, simplesmente apaguei, neste momento estava usando um cd sobre o qual roda o linux (por isto foi permitido excluir o arquivo, por que no windows ou é negado o acesso ao arquivo ou deleta e depois volta). E então quando reiniciei o computador, o windows xp travava no inicio da inicialização. Pesquisando, lembrei que este arquivo é dos sites de Caixa Economica e Banco do Brasil, dentre outros, para dar segurança ao site e transação, mas esta segurança a custo de travamentos, lentidão no computador, etc.
    Depois de mais de 3 dias, cheguei através do google ao seu blog e fiz o que escreveu, mas usando um outro programa de LIVE CD pra acessar o windows xp. Foi um trabalho enorme, por causa de ter de apagar os registros manualmente por nao poder executar de outra maneira.
    Alem disto, alguns registros citados por voce são diferentes no meu caso, isto deve ser assim mesmo, variando de computador para computador e de banco para banco. Alguns registros são os mesmos que os seus.
    Depois consegui executar o MVREGCLEAN que fez uma limpeza de mais de 20 mil registros, isto mesmo, vinte mil registros inválidos.
    E entao reiniciei o computador e ele voltou a funcionar normal, assim espero.
    Aconselho a todos que visitarem seu blog, executar com muita atenção principalmente para aqueles que nao tem experiência em editar registros, que é area critica do windows. Se apagar algo errado, vai piorar a situação, isto é certo.
    Alem disto, ja fiz uma reclamação ao Banco do Brasil pelo ocorrido. E espero que quem tiver problemas tambem reclamem com os bancos, por fornecer um programa com bugs, travamentos, e até talvez funcione como spyware para os bancos.
    Isto é pior que rootkit, virus, spywares, etc.
    Vou fazer tambem uma reclamação junto ao Banco Central para ver se eles tomam alguma atitude para resolver este problema.
    Agradeço suas dicas e se precisar de algo, trabalho com manutenção de computadores envie email para boscofreitas@yahoo.com
    Obs: e também ja baixei seu jogo REFLEXOR ZERO e vou jogar depois de envio minha opinião.
    JBosco.

  2. 2 Monteiro
    3 abril, 2010 às 10:39 pm

    Cara, muito obrigado! Tem outros sites que ensinam de vários outros jeitos mas só nesse eu consegui eliminar essa merda! Valeu!

  3. 3 Tranca Rua
    14 abril, 2010 às 5:19 am

    Meu camarada,

    Realmente vc me salvou. Vamos a história:

    Essa porra sempre me incomodou e, às 23:30h catando algo na máquina pra me aporrinhar, meti um boot pela pen com um linux e fui lá no tal diretório e pleng: limei a pasta com tudão, dll e o caraio.

    Adivinha o que rolou? No more windows! Blue screen com milhões de informações que não te levam a nada. Mas, malandro que sou… F8 na criança e… No more windows (nem em modo de segurança). Foi nessa hora que senti minha bochecha molhada de água que saia dos meus olhos.

    Trocando em miúdos, seu amigo aqui se fu de verde e amarelo.

    Mas… Já que tava com um linuxão na pen, reiniciei a criança e fui no pai google pra ver como poderia resolver minha situ. Cheguei a duas conclusões: Essa porra de Gbplugin é chato bagaraio e a parada é meio psicanálise aplicada, cada um tem um lance pessoal para curtir e tirar o sujeito da sua máquina e conseqüentemente da sua vida.

    Juro que tentei de várias formas, jeitos, mandingas e patuás, mas o tinhoso é violhento e nada da porra do windows fungar. Já predestinado a meter um format na criança e perder minhas 3.483.247 aplicações instaladas, achei a sua solução. Pois é meu velho: A SOLUÇÃO!

    Algumas coisas eu acho que podem ajudar a galera (conforme eu tive que fazer). Vale lembrar que foi como eu fiz e não são regras já que a forma que vc explicou é a que funciona. São elas:

    - Copie o arquivo .reg que vc criou no passo 6 para uma pasta separada e adicione ao CD que vc vai criar com o PE Builder – eu fiz isso pra poder rodar o script pelo CD;

    - Quando vc chama o gerenciador de arquivos do CD gerado pelo PE Builder, ele demora um pouco a aparecer, tenha paciência que o santo aparece;

    - Depois que vc rodar o arquivo .reg pelo CD, reinicialize a máquina que o bicho já vai funcionar pelo seu windows e o restante dos passos vc faz normalmente;

    - Teve algumas chaves que eu não consegui deletar nem na mão e nem no MVRegClean, mas deletei o conteúdo dentro delas e ficou bonito;

    Final das contas é que agora 4:00h eu voltei a ser um cidadão digitalmente incluído e agradeço muito ao amigo pela dica postada.

    Quanto a GAS informática, que é a empresa que desenvolveu essa MERDA de software, anseio que a mesma vá a falência ou que VTNC, ou os dois.

  4. 4 Sergio
    4 agosto, 2010 às 11:13 am

    Realmente, a solução para a remoção desta praga só aconteceu depois da leitura deste excelente artigo de seu blog.
    Usei o Live CD do Ubuntu para apagar as entradas do windows, no mais segui as instruções e dei vida nova ao meu velho Windows.
    BB Banco de Bosta!

  5. 5 Daniela
    3 novembro, 2010 às 2:40 pm

    nem acredito que achei a resposta… até no site da microsoft eu postei o problema no início do ano e me mandaram trocar a placa mãe! e nada de voltar ao normal…

    bom, agora vou achar um técnico pra fazer a encrenca pra mim pq não entendo lhufas e seguir o passo-a-passo pode até ser viável pra quem curte e conhece, mas pra mim… dá gagaço…rsss

    obrigada!

  6. 6 Ruy
    7 janeiro, 2011 às 12:32 pm

    Tem um software chamado Scupper que mata esse plugin
    Vc seleciona a pasta do GBPlugin marca todos e manda desativar
    Se sobrar algum depois vc desativa novamente
    http://www.s3c.com.br/scupper

  7. 7 mbg3dmind
    7 janeiro, 2011 às 12:59 pm

    Que bom que consegui ajudar algumas pessoas! :)
    Quanto a este soft Scupper não conheço, mas realmente seria uma mão na roda se ele tirasse o GBPlugin automaticamente!

  8. 8 Jackson
    3 setembro, 2011 às 8:03 pm

    Alguém sabe alguma forma de apagar a chave no registro “gbpkm”? é como a “gbpsv” com outro nome.

  9. 9 LEONARDO COSTA
    2 março, 2013 às 10:22 pm

    Mais simples q este tutorial so tirando o hd da maquina matriz e colocando em outra. Pode-se alem de substituir o arquivo em questao por um mais velho ou tao somente apaga-lo e PIMBA, RACUNAMATATA, SIM-SALABIN! TRADUZINDO… RESOLVIDO!

  10. 10 vitor
    13 junho, 2013 às 4:55 pm

    Cara consegui fazer todos os passos e deu td certo, e ainda consigo entra no site do bb, tranquilamente, porém da caixa economica ainda pede para instalar o modulo de segurança, vc sabe se tem algum modo para entrar na cef, sem precisar desse plugin, pq qdo instalo, além dele não instalar adequadamente, tb não entro mais na bb?

  11. 11 mbg3dmind
    13 junho, 2013 às 7:55 pm

    Faz tempo que não uso mais caixa, mas na época era só entrar pelo Firefox, e na hora de instalar o plugin dava erro (instalação automática), ai então clicava no erro (em algum lugar que indicava) e baixava o plugin de segurança manualmente. No firefox funciona ok, o plugin só roda quando o navegador roda. Já no IE cria todo esse problema. Sobre BB não sei… mas use chrome ou firefox que deve funcionar.

  12. 17 dezembro, 2013 às 11:45 pm

    Estou escrevendo isto em dezembro de 2013 e essas dicas já têm quase 3 anos, mas ainda são úteis. Já tive problemas com o Gbplugin anos atrás (os mesmos que você, e uma lentidão EXTREMA!), mas depois disso, fiquei cabreiro. Infelizmente, no início de 2013, o Internet banking do BB parou de funcionar com o Firefox e o Chrome, a menos que o Gbplugin esteja instalado, como no IE. Parece que, devido ao ciclo de atualização muito rápido desses navegadores, o BB e/ou a famigerada GAS Tecnologia simplesmente pararam de atualizar os plugins e deixaram de suportar esses navegadores. Com isso, não querendo o Gbplugin instalado de novo no meu PC, com seu cortejo de horrores, simplesmente parei de usar o Internet banking e comecei a usar mais o app para Android e o caixa eletrônico (há uma agência do BB bem próxima daqui).

    Hoje, porém, precisei fazer um tipo de consulta que não está disponível no app do smartphone, e como vou ter que fazer essa consulta várias vezes por dia nos próximos dias, não dá para ficar indo ao caixa eletrônico toda hora. Resolvi o problema acessando o Internet banking a partir de uma máquina virtual no VMware – assim, o famigerado rootkit legitimado só infestou a máquina virtual, e não meu sistema principal. Mas esta é uma solução que não está ao alcance de qualquer usuário, pois requer um certo conhecimento técnico (apesar de o VMware Player e o VirtualBox serem gratuitos).

    Notei que o Gbplugin mudou a versão e agora deixa uma entrada de desinstalação no Painel de Controle. A GAS Tecnologia deve ter recebido tantas reclamações (e, espero, muitos processos) que deu uma maneirada. Mesmo assim, eu não arrisco usar o Internet banking do BB no meu sistema principal.

    Quem achar o arquivo do plugin para o Firefox, pode tentar, mas o Firefox não deixa instalar versões antigas de plug-ins que não especifiquem compatibilidade com a versão atual. Existe um meio de contornar isso através do about:config; quem se interessar, procure, mas aviso que é uma solução um tanto perigosa, porque isso faz o Firefox aceitar *qualquer* plug-in desatualizado; não há como fazer isso apenas para um determinado plug-in. Alguns plug-ins antigos funcionarão, mas outros não e podem causar instabilidade do navegador, se este for atualizado e o plug-in perder a compatibilidade. Além disto, também é uma solução que requer um certo conhecimento técnico.

    Finalmente, uma dica: o PE Builder é um tanto complicadinho e requer uma cópia do Windows XP, que nem todo mundo tem mais. Acho bem mais fácil pegar o CD ou DVD de uma versão “bootável” do Linux, como o Mint ou o Ubuntu, que já vem pronto para uso. Sim, a interface é diferente, mas ainda valem os mesmos princípios de interface gráfica que o Windows também usa. Não é difícil se orientar e descobrir como fazer, ainda mais para um uso eventual e simples como apenas abrir um gerenciador de arquivos (muito parecido com o do Windows), localizar e apagar alguns arquivos da mesma maneira que se faria no Windows.

  13. 13 mbg3dmind
    18 dezembro, 2013 às 4:22 am

    Olá.
    Sim, todos os tutoriais de remoção que li depois deste falam do disco de boot do Linux, parece bem melhor mesmo.
    Agora o plugin foi atualizado, e necessita ser instalado, não funciona mais a versão de java do firefox ou chrome… Então não vejo outra solução além de usar máquina virtual realmente. Porém ele só funciona em windows, então teria que matar um tamanho considerável de espaço e reinstalar windows (7 ou 8) na MV virtual… muito chato. Qual versão do windows recomenda? Qual a mais leve e simples para usar somente no home banking, que necessita menos espaço? Tentei numa distribuição do linux bem pequena (menos de 100mb), mas não dá certo, o plugin não instala. Li que se o cliente ligar p/ santander e informar que usa linux, ele pode entrar numa lista de exceção e ai usar tudo sem precisar do plugin… mas será que gera problemas de segurança consideráveis?

  14. 14 Goytá F. Villela Jr.
    18 dezembro, 2013 às 7:21 pm

    Maurício, eu aproveitei uma máquina virtual do XP que eu tinha para uns programas “legacy” que só rodavam nele, mas foram saindo versões compatíveis com o Windows 7 e hoje uso essa VM muito raramente – dava para sacrificá-la (ou até cloná-la, tendo uma versão com o G-Buster e outra sem ele), até porque em VM o desempenho já sofre um pouco, mesmo, e de toda forma, até agora o impacto tem sido imperceptível – talvez porque esse XP da VM está com pouquíssima coisa instalada e bastante leve. Tenho uma VM do Windows 8 quase nua (criei essa VM para tentar me acostumar com a ideia… mas ugh!) e ela ocupa pouco mais de 11 GB. Acho que numa época em que HDs de 1 TB já são a norma e muita gente tem vários deles ou maiores, e em que muita gente baixa 30, 40 GB de filmes e seriados de uma vez, não é nenhum absurdo.

    Agora, também é verdade que tenho um processador hexa-core super-rápido e 16 GB de RAM… Dedico 2 ou 3 núcleos e 2 ou 3 GB para a máquina virtual, e ainda fico com um tri- ou quad-core e muuuuita memória para o resto enquanto a VM estiver ativa – o PC nem pisca, nem noto diferença em nada do lado de fora, a menos que eu tente fazer uma transcodificação de vídeo H.264 ou algo assim bem pesado com a VM rodando… e mesmo assim ele faria, só demoraria um pouco mais. Sei que nem todo mundo pode se dar a esse luxo – muita gente ainda tem um Celeron single-core de cinco anos atrás ou mais, com 1 GB de RAM ou menos, e aí rodar uma VM fica complicado.

    Mas se o Santander permite cadastrar uma exceção, vá fundo. Não tenho essa sorte – sou cliente do BB e lá é “G-Buster or bust”… O G-Buster não faz grande coisa em termos de segurança, na verdade. Pelo que deu para eu inferir, só o que ele faz é criar um hash da configuração da sua máquina – a mesma coisa que a ativação do Windows faz – e conferir com o hash armazenado no servidor do banco, para garantir que você está acessando o Internet banking do seu computador habitual. Se você acessar de outro computador, ele detecta e libera sua página apenas para consulta, mas não para pagamentos ou transferências, até que você autorize esse computador no caixa eletrônico ou por um código enviado por SMS para o seu número cadastrado de celular. Eu mesmo tive que autorizar a VM como um “novo computador”. Mas se seu PC estiver infectado com um keylogger ou algo assim, duvideodó que ele faça alguma coisa (ainda mais depois que o BB acabou com o teclado virtual e você agora digita as senhas todas com o teclado normal).

    Essa identificação do computador evita que alguém entre na sua conta de outro lugar, mesmo sabendo sua senha de acesso (que é diferente da senha do caixa eletrônico), mas também é só. Agora, é claro que nunca vi o código-fonte do G-Buster, mas eu apostaria que 70% do código são para implementar essas horrendas técnicas de rootkit que ele usa para se preservar e se perpetuar (tecnicamente, o G-Buster É um rootkit!). Aliás, acho que algo tão porcamente projetado, que usa essas técnicas e ainda prejudica o usuário satisfaz à definição de malware, que é o que eu considero que o G-Buster é.

  15. 15 mbg3dmind
    19 dezembro, 2013 às 4:33 am

    Sim, o tamanho que uma VM pode tomar não é grande coisa se for comparar com um HD recente, mas o meu já é antigo e faria a VM só por causa do home banking… então sacrificar uns 15Gb p/ acessar um banco é muita coisa… Por isso acho que vou de windows XP, mais compacto. Tem até um tal de nLite que permite retirar coisas da ISO e deixar o SO mais leve, tem gente que coloca a instalação do XP em 200Mb… Seria ótimo.

  16. 16 Goytá F. Villela Jr.
    19 dezembro, 2013 às 7:32 am

    Já fiz minhas experiências com o nLite (e com o vLite, para o Vista, e o RT Seven Lite, para o Windows 7), mas cheguei à conclusão de que não valia a pena. Sempre há alguma coisa que faz falta mais tarde e/ou que deixa o sistema instável. O nLite também permitia integrar service packs e Windows Updates (“slipstreaming”), e fazia isso substituindo arquivos de instalação, sem aumentar o tamanho da imagem do CD (a instalação do XP ainda cabia num CD). Os outros acrescentam os pacotes à imagem e substituem os arquivos só na hora da instalação, o que faz um DVD do Windows 7 “slipstreamed” chegar a quase 8 GB e obrigar à instalação a partir de um pen drive grande, porque não cabe mais num DVD-R comum. Agora faço a instalação normal e depois desativo alguns serviços e funções do Windows. Claro que se o objetivo é diminuir o tamanho da instalação e se é uma VM que será usada apenas eventualmente para uma única função, aí talvez já valha a pena.

    Agora, felizmente a situação do mercado de HDs já se normalizou, depois de um período em que houve oferta reduzida e preços nas alturas depois que as fábricas de HDs da Tailândia, que respondiam por metade da produção mundial, foram totalmente destruídas por uma mega-inundação naquele país três anos atrás. Hoje você acha um HD de 500 GB por menos de 200 reais, e um de 1 TB por 250-270 reais, ainda financiado em 10 x 30 reais ou algo assim. Vale a pena, porque a lei de Parkinson se aplica ao armazenamento mais do que a qualquer outra coisa. Você SEMPRE vai gastar o espaço que tem de alguma forma, mais cedo ou mais tarde. Já vi maníacos que têm múltiplos HDs de 3 TB cada um… Não chego a tanto, mas já estou vendo próximo o dia em que meu HD de 1 TB precisará ser substituído ou acrescido de outro.

    Só aviso que se seu PC for mesmo MUITO antigo, a placa-mãe pode ter problemas para reconhecer ou trabalhar com HDs de 1 TB ou mais. A nova ordem de grandeza parece que estoura alguns campos no software da controladora das placas-mães muito antigas e provoca corrupção de dados e mau funcionamento do HD. (Já aconteceu comigo e obrigou à troca do PC inteiro – era ou o PC, ou meus dados, e estes valiam mais.) Outra coisa é que as placas-mães ainda mais antigas costumam ter suporte apenas para HDs IDE (PATA), e hoje em dia só é possível encontrar HDs SATA. Mas considerando que HDs têm vida útil limitada (e ainda costumam ter o péssimo hábito de morrerem sem mais nem menos a qualquer momento), é uma medida prudente não confiar em HDs muito antigos, de qualquer forma. E, claro, em qualquer circunstância, ter sempre backups atualizados e diários de todos os seus dados importantes. De preferência, mais de uma cópia.

  17. 17 mbg3dmind
    9 janeiro, 2014 às 5:02 pm

    Fiz uma breve atualização no post comentando as mudanças recentes do plugin e o processo para acessar o banco.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: